Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

pólo sul

pólo sul

Qui | 10.01.08

[64] Viagem ao centro de uma pessoa

polosul

 

Ian McEwan explora até o tutano algumas personagens em Expiação. Já não me lembrava de ler com tanta profundidade e eficácia sobre os universos internos de pessoas inventadas. Nós vemos e sentimos as hesitações, as decisões, os afectos e os olhares de cada uma daquelas personagens.

 

Depois também nos deixa espreitar a experiência intelectualizada de uma adolescente que escreve e descreve ficções que são a projecção das suas ansiedades.

 

Finalmente, porventura substituindo-se a uma Briony fantasiosa e imatura, escreve na página 114:

 

 

«Presa entre o desejo de escrever um registo simples das suas experiências desse dia e a ambição de fazer com elas algo superior, polido, contido e obscuro, ficou sentada durante longos minutos, a olhar de testa franzida para a folha de papel com a citação infantil e não escreveu mais nada. Achava que conseguia descrever bastante bem as acções e tinha jeito para diálogos. Sabia descrever bosques no Inverno e o aspecto sinistro de um castelo. Mas como relatar sentimentos?»

nortadas

Nortadas