Domingo, 18 de Novembro de 2007
[58] slow dying old man

 

O X. está a morrer. Não há eufemismo possível para disfarçar essa realidade. Morre-se.

Com dignidade, acompanhado da família e amigos, mas morre.

 

Eu sou o pior dos amigos, pois sou daqueles que não suporta "o nada poder fazer".

Hoje peguei-lhe na mão e senti-a longe. O meu amigo X. está apagar-se e eu sem poder ajudar. Dão-nos a vida com uma mão e não permitem que a possamos distribuir com a outra.

Hoje pensei muito em Deus, esforçando-me por pensar que fosse alguém do prédio em frente a quem fizesse uns sinais de luzes e que percebesse e viesse ajudar-me a salvar o  X.. Mas Ele não respondeu.

Deus tem destas coisas. Não liga aos velhos. Ou distrai-se.

Se Ele realmente existir, e eu tenho muita esperança nisso, um dia terei uma conversa com Ele sobre as prioridades e escolhas de quem e quando deve morrer. Não tenho visto muita equidade nos critérios aplicados ultimamente, quer dizer, desde que me lembro; creio mesmo que Ele, se existe, na sua omnisciência tem alguns lapsos. Porventura pequenos para Ele, mas enormes para nós. Levar-nos o X. é um deles.

Eu sei que o X. é velho e gasto e usado, mas quem não o está também!?

Reconheço que ele já não é um elemento produtivo da sociedade, mas isso depende de quem vê e avalia.

E já agora, que tal avaliarmos Deus sobre as horas e locais onde nos recolhe!?

Eu queria que o X. ficasse mais tempo aqui. Com algumas condições: que recuperasse a consciência, os movimentos e retomasse aquele olhar iluminado. De outro modo, não.

E este é outro problema também muito mal amanhado por Deus: porquê deixar-nos sofrer aos pinguinhos? porquê deixar-nos decrépitos e sem dignidade, por vezes até deixando de ser possível mijar de pé!?

 

Hoje, eu queria apenas que o tempo andasse para trás e voltasse a ser criança e o X. me desse a mão para irmos comer um prato de caracóis e beber uma gasosa.

 

Obrigado X.



publicado por polosul às 01:49
link do post | nortadas

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
23

24
25
26
27
28
29
30

31


posts recentes

(113) ser incompleto

[112] a raça humana

[111] viva México

[110] por vingança?

[109] o que é que eu fiz

[108] o pai

[107] memórias & enganos

[106] lembrei-me do Tejo

[105] Irvin D. Yalom

[104] T. S. Eliot

[103] o garanhão de Santa...

[102] o que farão as mosc...

[101] quem tem pressa não...

[100] a questão Finkler, ...

[99] 1Q84, Murakami

[98] Machu Picchu, Peru, ...

[97] Salkantay Trek, Peru...

[96] Uma vida pela metade...

[95] Laos, dezembro de 20...

[94] Cambodja, novembro d...

arquivos

Maio 2015

Março 2014

Fevereiro 2014

Outubro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Agosto 2012

Julho 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Setembro 2009

Agosto 2009

Maio 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

tags

todas as tags

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds