Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

pólo sul

pólo sul

Seg | 30.08.21

[136] A morte de Quincas Berro Dágua

polosul

Em rigor, o título do livro é o seguinte: "A Morte e a Morte de Quincas Berro Dágua". E não, não há lapso algum no texto transcrito.

Morte-e-a-Morte-de-Quincas-Berro-dAgua-324x432.jpg

Resumidamente, é uma história sobre o que se faz, diz e ficciona durante as exéquias de um homem que um dia abandonou a família para se tornar um boémio, e que diz à esposa, Otacília, e à filha, Vanda, que são umas jararacas. (p. 35)

Quincas, de seu nome, amantiza-se com outra mulher e passa a ter quatro diletos companheiros de pagode, bebedeiras e patuscadas. E um desses amigos diz, a dado passo, que a "morte de Quincas parecia-lhe uma amputação, como se lhe houvessem roubado um braço, uma perna, como se lhe tivessem arrancado um olho. Aquele olho do coração do qual falava a mãe-de-santo Senhora, dona de toda a sabedoria" (p. 44). Coisa que a demais família nunca sentiu.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.