Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

pólo sul

pólo sul

Ter | 30.01.07

[46] A fuga

polosul

Aos 15 anos Kafka fugiu de casa... O livro anda a roubar-me o sono e a disponibilidade.

Eu também tentei duas fugas com a mesma idade. Na primeira, regressei a casa no mesmo dia, a tempo do jantar. Na segunda, regressei de madrugada, mas ninguém deu por isso porque duvidei das minhas reais intenções e avisei previamente que ia assistir a um concerto de rock e provavelmente dormiria em casa de um amigo. Quando cheguei, o meu pai acordou, e no caminho para a casa de banho perguntou-me, en passant: "Gostaste do concerto?"

A fome, primeiro, e o vazio da deriva, em segundo, forneceram-me a matéria-prima de uma certeza: não fugir nunca. De nada, nem de ninguém.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.